27.12.12

o tempo...

...esse, parece passar sem dar cavaco a ninguém e quando olhamos para trás, sentimos como se fosse ontem o dia em que aqui estivemos e no entanto passaram-se meses!

...esse, corre e ninguém parece conseguir pará-lo, limitamo-nos  a correr junto com os dias, o HOJE passa, o AMANHA não tarda!

...esse, obriga-nos a deixar AQUI a promessa de voltar a juntar as letras, suspirar por palavras que nos baralham, nos toldam o espírito e nos suplicam que lhe demos de novo vida.

...esse,  não perdoa a falta de uso, os espaços em branco, a neblina que tudo cobre por vezes e, à falta de desculpa, sempre dizemos que ainda há tempo...e parece haver SEMPRE!

23.7.12

Queres mudar de Mundo.













Queres mudar de Mundo.
Acordas um dia com a ideia fixa de que tens de encontrar um Mundo novo.
Não sabes por onde começar.
Sabes apenas que queres enterrar o velho e esquecer que ele existiu.
Queres soltar amarras e ver até onde isso te leva.
Queres voltar a sorrir. Queres nos lábios um sorriso que ilumine e que tenha motivos para se manter sempre luminoso, aconteça o que acontecer.
Queres voltar a ser criança onde o riso era uma língua que toda a gente entendia e falava.
Queres correr o mundo. Ir não sabes bem onde à procura não sabes bem do quê. Mas sentes que tens de ir.
Queres voltar a caminhar unicamente pelo prazer de andar, sem olhar a para onde, quando ou até onde, sem cruzamentos, impedimentos, compromissos ou metas.
Queres voltar a sentir a chuva na cara e pensar que tudo podia ser assim: simples.
Queres tanto mudar de Mundo que só pensas em ir, trocar aquilo que conheces e partir de encontro ao desconhecido. Realizar mil viagens e esquecer os dias vazios que passaram.
Queres tanto viver outra vez que começas a sentir medo de não conseguir encontrar este Mundo novo.
Passas os dias entusiasmada com a partida, pois só este novo lugar parece ter aquilo que precisas e sentes como que umas asas a crescer dentro de ti.
Queres tanto abri-las perante este novo Mundo, renascer, respirar outra vez e, sem medo, mergulhas.
E tudo dentro de ti é novo…outra vez!

27.7.11

Caminhante, são teus rastos
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há-de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente sulcos no mar.

António Machado

23.6.11

Kung Fu Panda 2



Completamente inesperado!


Um filme para crianças, mas com uma mensagem tão profunda que é impossível ficar indiferente! Eu fiquei profundamente abalada, literalmente!

9.6.11

PIETRO ARTISTA CINEMATICO

Deambulando pela LX Factory tinha FORÇOSAMENTE que entrar na Livraria LER DEVAGAR. Depois de dedilhar cada uma das prateleiras, a curiosidade e algo mais diria, levou-me a subir ao 2º andar. E aí conheci a Pietro Proserpio.

Há muito tempo que gostaria de ter partilhado aqui este episódio, mas as palavras teimavam em juntar-se para conseguir apresentar-vos com a merecida pompa este artista. Constrói objectos animados a partir de peças sem utilidade aparente, mas que pelas suas formas e movimentos agitam-se num mundo de fantasia, e deixamos que as suas explicações nos transportem através do Tempo.


O ter recebido um convite para estar presente na apresentação da curta-metragem:
PIETRO ARTISTA CINEMATICO
levou a fazer minhas as palavras do realizador François Manceaux. Dizem tudo aquilo que gostava de ter dito e não disse:

«Pietro Proserpio é um artista escultor cinemático: é assim que ele próprio se define.

Se a sua vida esculpiu a sua obra, hoje é a sua obra que esculpe a sua vida.

Desde a sua mais tenra infância, o seu olhar é atraído pela matéria dos objets trouvés que recolhe e aos quais dá um novo sentido, ao reencarná-los através da criação do seu universo.

Reúne a matéria orgânica numa urgência que vai ao encontro da sua necessidade de pensar e de respirar os seus sonhos.

Fundamentalmente, Pietro é um mecânico que joga entre a mecânica de outrora e as tecnologias informáticas do futuro; revisita as técnicas científicas de Leonardo da Vinci, tomando Einstein como referência na sua teoria da relatividade face à velocidade e à luz.

Madeira, metal, plástico: Pietro repensa uma hibridação sensível e romanesca da matéria, amplificando as suas potencialidades graças à anti-matéria, tal como o ar ou a água, capazes de jogar com o aço ou o titânio.

Pietro gira à volta do tempo, contorna-o, desvia-o. É «anti-tempo». Constrói os seus mecanismos para matar o tempo e, como se fosse o seu maior amor e o seu pior inimigo, desafia através dos seus objectos a passagem do tempo, contando as suas histórias que gritam, dançam, cantam e que ele orquestra como uma música serial, atonal e melodiosa.

Com os seus mecanismos, Pietro aparece-nos como uma estrela que cintila tal como um ballet esotérico, questionando a História, alinhando os desafios do mundo real com o bater do coração do seu mundo imaginário e utópico. Dedica-se em pleno a um pensamento humanista em movimento, entregue à actualidade.

Para mim, Pietro é como uma pepita na sociedade portuguesa, iluminando a alma do presente, a melancolia do passado e a nostalgia do futuro.»

François Manceaux, Abril de 2011

3.6.11

'Camião do Lixo'

Ontem fui atropelada por um!
Não se inquietem que está tudo bem, AGORA que respirei FUNDO!
Estão recordados de ter partilhado aqui convosco A Lei do Camião do Lixo?

Ontem senti na pela a (re)acção de uma pessoa assim. Carregada de lixo, cheia de frustrações, cheia de raiva e de desapontamento. A sua pilha já devia estar no limite, já não tinha mais por onde crescer e precisava de um lugar para descarregar, infelizmente não havia mais ninguém e descarregou na única pessoa à sua frente - em mim!

Respirei FUNDO, apelei a toda a calma que havia dentro de mim (quem me conhece sabe que é coisa que não me falta) sabendo de antemão que a pessoa não estava bem, mas como ficar INDIFERENTE ao facto de estarem a implicar connosco e NÓS não termos dado motivos para isso? IMPOSSÍVEL sorrir, não levar isso a peito, pelo que optei por ir em frente, não cheia de vontade de lhe responder à letra, mas isso seria permitir que continuasse a descarregar o seu entulho em cima de mim! Continuei a respirar fundo o resto da tarde, dando talvez demasiada importância ao sucedido. Não é fácil virar costas sem que algum lixo venha agarrado à nossa roupa, mas pelo menos consegui não o despejar em cima de mais ninguém!

Ainda pensei que a pessoa caísse em si e viesse pedir desculpa pelo sucedido, mas como disse e repito, este tipo de pessoas não olha além do seu umbigo. Fazem por a razão parecer estar sempre do seu lado, não aceitando que outras pessoas além deles mesmos tenham direito a ter voz e/ou opinião. Fazem por valer a sua mais do que as outras e por isso decidi ontem, repito a mim mesma HOJE que, para amanhã, só quero e vou esperar DISTÂNCIA. Palavras leva-as os vento quando não têm onde cair...

1.6.11

Se

Se consegues manter a calma
quando à tua volta todos a perdem
e te culpam por isso.

Se consegues ter confiança em ti

quando todos duvidam de ti
e aceitas as suas dúvidas

Se consegues esperar sem te cansares por esperar

ou caluniado não responderes com calúnias
ou odiado não dares espaço ao ódios
em porém te fazeres demasiado bom
ou falares cheio de conhecimentos

Se consegues sonhar
sem fazeres dos sonhos teus mestres

Se consegues pensar
sem fazeres dos pensamentos teus objectivos

Se consegues encontrar-te com o Triunfo e a Derrota
e tratares esses dois impostores do mesmo modo

Se consegues suportar
a escuta das verdades que dizes
distorcidas pelos que te querem ver
cair em armadilhas
ou encarar tudo aquilo pelo qual lutaste na vida
ficar destruído
e reconstruíres tudo de novo
com instrumentos gastos pelo tempo

Se consegues num único passo
arriscar tudo o que conquistaste
num lançamento de cara ou coroa,
perderes e recomeçares de novo
sem nunca suspirares palavras da tua perda.

Se consegues constringir o teu coração,
nervos e força
para te servirem na tua vez
já depois de não existirem,
e aguentares
quando já nada tens em ti
a não ser a vontade que te diz:
"Aguenta-te!"

Se consegues falar para multidões
e permaneceres com as tuas virtudes
ou andares entre reis e pobres
e agires naturalmente

Se nem inimigos
ou amigos queridos
te conseguirem ofender

Se todas as pessoas contam contigo
mas nenhuma demasiado

Se consegues preencher cada minuto
dando valor
a todos os segundos que passam

Tua é a Terra
e tudo o que nela existe
e mais ainda,
tu serás um Homem, meu filho!

Rudyard Kipling (autor d’O Livro da Selva)

10.3.11

Você aprende ...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.


Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la,
e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vemos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.


Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer, isso não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto, plante o seu jardim e decore a sua alma,
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
As nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar!

Adaptação de um texto de William Shakespeare

28.2.11




The only person standing in your way is you.
Black Swan


18.2.11

Nicola Lovers 14/19

«O amor precede o amado. É a necessidade de o dedicar a alguém, e de o receber, que promove o encontro. O resto é sorte.»
Rita Ferro

5.1.11

Quando menos esperamos acontece!

Há coisas que a seu tempo deixam de fazer sentido!
Largamos finalmente as formas castradoras...sem sofrimento, sem medo,
o tempo encarregou-se de preparar a transição e tudo acontece,
naturalmente, assim...!
Não é SIMPLESMENTE fantástico?

1.1.11

HOJE e a partir deste dia

Procuro um lugar no mundo...
Um lugar onde todas as perguntas têm resposta, onde o fim não passa do princípio!
Onde quem não procura acha, onde todos preenchem o espaço de certezas, onde chegar não é mais do que caminhar devagar, onde respirar é muito mais do que sentir que estamos vivos.
Que 2011 seja mais um passo, um caminho, um desvio, uma certeza, um indício, uma parte, o todo e quem sabe mais de tudo e um pouco mais de nada!
Que o sonho continue, SEMPRE!

8.10.10

O menino que consertou o mundo

Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los. Passava dias em seu laboratório em busca de respostas para as suas dúvidas. Certo dia, seu filho de sete anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo a trabalhar.
Vendo que seria impossível demovê-lo, o pai procurou algo que pudesse distrair-lhe a atenção. Até que se deparou com o mapa do mundo. Com o auxílio de uma tesoura, recortou-o em vários pedaços e, junto com um rolo de fita adesiva, entregou ao filho:
- Vou lhe dar o mundo para consertar. Veja se consegue. Faça tudo sozinho.
Pensou que, assim, estava se livrando do garoto, pois ele não conhecia a geografia do planeta e certamente levaria dias para montar o quebra-cabeças. Uma hora depois, porém, ouviu a voz do filho:
- Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar tudinho!
Para surpresa do pai, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz?
- Você não sabia como era o mundo, meu filho, como conseguiu?
- Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. Quando consegui consertar o homem, virei a folha e descobri que havia consertado o mundo.


autor desconhecido

3.10.10

Mais vale tarde que nunca...

Chegou à final e ninguém ouviu falar nela, não foi notícia de televisão, não foi fenómeno de popularidade, nem houve quem quisesse fazer um filme sobre a sua vida...

Cantou e encantou a audiência, Janey Cutler, 80 anos, exemplo de que nunca é tarde para realizar os nossos sonhos!

Mais aqui

10.8.10

Silêncio!
Que ninguém ouse acordar este pequeno anjo que acaba de nascer!
Respira tranquilo,

no seu peito bate um coração que não tem ainda noção da sua dimensão.
O Tempo passa mansinho e cresce este em grandeza.
Nas suas asas de pelúcia, quem procura acha, seja conforto seja apenas um aceno de que tudo vai ficar bem.
Não há mágoa que não passe.
A sua presença, ainda que intermitente, traz sempre ao de cima o que de melhor há em nós, aquilo que só ele parece ver.
Este é um dia especial, sem dúvida, mas não tão especial como tu...
Sê meu anjo Hoje e para Sempre!

Shiu!

15.7.10

I - In case

>
>

In case you forgot who you are, turn around
to the people who
loves you. They would remind you how beautiful you are.

Esquecemos frequentemente quem somos, para onde vamos, perguntamos se vale a pena, se não é mais fácil fazer ouvidos de mercador a tudo o que fervilha dentro de nós. Procuramos uma saída que nunca está sinalizada, um sinal que nos diga que estamos perto...

pequenas coisas fazem com que avancemos em direcção a lugar algum, certos de que não sabemos onde queremos chegar...só chegando FINALMENTE saberemos por fim se a procura em si chegou ao FIM e se o caminho e as pessoas que encontramos preencheram todo o vazio...

sabemos contudo que aquelas que nos amam, fazem-no incondicionalmente, ainda que muitas vezes nos lembremos delas apenas nas curvas mais apertadas.
Recordam-nos a cada passo aquilo que somos, a nossa essência...e são sempre incansáveis em tudo o que toca a nossa felicidade!...

16.6.10

"O meu mundo...

...não é como o dos outros, quero demais, exijo demais;
há em mim uma sede de infinito,
uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou
longe de ser uma pessoa;
sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!"
Correspondência (1930)
Florbela Espanca